terça-feira, março 29, 2005

BACK TO THE FUTURE

Lembram-se do Delorean?
Rapinado gentilmente daqui.

sábado, março 26, 2005

100 ANOS, JEAN PAUL SARTRE

Jean Paul Sartre, o centenário do seu nascimento foi a 20 de Março de 2005. Um artigo do JN, do qual destaco, [...]«Se Deus existisse, o homem não era livre, mas Deus não existe e o homem é absolutamente livre, escolhe a partir de si próprio. Nesta liberdade absoluta está a sua autenticidade. Por isso, esclarece Sartre: "Cada vez que o homem escolhe o seu compromisso torna-se-lhe impossível preferir outro". E conclui: "A nossa responsabilidade é muito maior do que poderíamos supor, porque é um compromisso com a humanidade inteira".» [...]

Image hosted by Photobucket.com

Artigo completo: Centenário do nascimento de Sartre

«As comemorações do centenário do nascimento (1905) de Jean-Paul Sartre decorrem em Lisboa. É pena que a academia do Porto não tenha dado à efeméride o relevo que merecia. Sartre visitou o Porto em 1975 por solidariedade com o 25 de Abril. Foi um intelectual "engagé", manifestando-se contra a guerra-fria, as guerras na Argélia e no Vietname, defendendo a Revolução Cubana, repudiando a invasão da Checoslováquia e participando na rua, ao lado de trabalhadores e estudantes, na "revolução"de Maio de 68. Nenhum filósofo influenciou tanto o seu próprio tempo e deixou tantas marcas para o futuro como Sartre. Há quem defenda que não há um Sartre, mas três o jovem marxista, o crítico do marxismo e o existencialista ateu. Num debate ocorrido no Club Maintenant, Sartre aceita a palavra existencialismo para designar a sua própria filosofia. Esclarece: "Se Deus não existe há pelo menos um ser no qual a existência precede a essência (…) e esse ser é o homem (…) O homem é apenas aquilo que ele faz de si mesmo. Tal é o princípio do existencialismo". Na sua obra "A náusea", explica que esta resulta da indefinição do homem perante as infinitas possibilidades que o inquietam. Para se libertar da "náusea" o homem tem de usar a liberdade de forma absoluta e incondicionada e fazer da sua vida o seu próprio projecto. Afirma em "O Ser e o Nada": "O homem deve inventar-se a partir do nada que ele é, ao invés de se determinar por algo que lhe é exterior". É na escolha que se manifesta a consciência e a liberdade é o fundamento dos valores que orientam as escolhas. Se Deus existisse, o homem não era livre, mas Deus não existe e o homem é absolutamente livre, escolhe a partir de si próprio. Nesta liberdade absoluta está a sua autenticidade. Por isso, esclarece Sartre: "Cada vez que o homem escolhe o seu compromisso torna-se-lhe impossível preferir outro". E conclui: "A nossa responsabilidade é muito maior do que poderíamos supor, porque é um compromisso com a humanidade inteira".

Image hosted by Photobucket.com
[Um bando de intelectuais - Jean Paul Sartre, Simone Beauvoir, Ernesto "Che" Guevara - Imagens]

O existencialismo de Sartre destruiu o dogmatismo, libertou o homem do "inferno dos outros" e, ao colocar a liberdade na condição humana ("o homem é como se projecta"), fez do existencialismo uma ética da responsabilidade num novo humanismo.
Sartre marcou o nosso tempo. Merece que não o esqueçamos.
* Mestre em Filosofia
JOÃO BAPTISTA MAGALHÃES»

quarta-feira, março 23, 2005

EUROPA, QUERIDA EUROPA !

Como sou uma pessoa que até vê a "2:", antigo canal onde passava o "Acontece", perdi-me à dias a ver a entrevista da Ana Sousa Dias ao grande actor Nicolau Breyner.
Neste grande programa de entrevistas, que se dá pelo nome de "Por Outro Lado", foi dita a melhor frase que até hoje ouvi sobre a Europa.
Perguntava a Ana:
(...)
-Então e os apoios da Comunidade Europeia?
Nico:
-Comunidade Europeia? Só acredito numa Comunidade Europeia quando todos os Países nela incluídos PAGAREM OS MESMOS SALÁRIOS PARA AS MESMAS FUNÇÕES.

Ora aqui está o que eu penso que seria a solução para muitos problemas das sociedades dos países europeus.
O problemas passavam a ser outros, vamos a exemplos:
-quem substituiría as mulher-a-dias portuguesas em Paris, e os seus maridos trolhas?
-quem substituiría os magrebinos que apanham fruta no calor tórrido da Estremadura espanhola?
-quem substituría os emigrantes de Leste, tão produtivos por tão pouco, que trabalham por aqui?
E, já agora o que é que teriam para fazer os skins, derivados racistas e outros xenófobos da europa se ficassem sem as comunidades emigrantes para "brincarem"?
O Nico afinal tem razão o que "as comunidades europeias" precisam é de pobrezinhos que façam o que nós não queremos fazer, por dinheiro que não nos chegaria para viver.

Tenho dito

VOTAÇÃO DEMOCRÁTICA

Agradeço que coloquem a vossa mais sincera opinião no voto.
Quem vai ser o campeão da "super" liga?
Benfica
S.L.B.
O Glorioso
Free polls from Pollhost.com

segunda-feira, março 21, 2005

O VÔO DAS ÁGUIAS

"No dia em que as águias
Levantarem vôo
Não vai sobrar um rato
P´ra contar como é que foi"

in Cerco, Xutos & Pontapés.

sexta-feira, março 18, 2005

NOITE DE AMOR

Há dias, recebi um poema, via e-mail, que achei que devia partilhar convosco...

Satânico é meu pensamento a teu respeito
E ardente é meu desejo de apertar-te em minhas mãos,
Numa sede de vingança incontestável pelo que fizeste ontem.
A noite era quente e calma,
E eu estava em minha cama quando,
Sorrateiramente, te aproximaste.
Encostaste teu corpo sem roupa no meu corpo nu,
Sem o mínimo pudor.
Percebendo minha aparente indiferença,
Aconchegaste-te a mim e mordeste-me sem escrúpulos
Até nos mínimos lugares.
Eu adormeci.
Hoje, quando acordei, procurei-te numa ânsia ardente,
Mas em vão.
Deixaste no meu corpo e no lençol provas
Irrefutáveis do que entre nós ocorreu durante a noite.

Esta noite recolho-me mais cedo para, na mesma cama,
Te esperar.
Quando chegares, quero agarrar-te com avidez.
Quero apertar-te com todas as forças de minhas mãos.
Não haverá parte do teu corpo em que meus dedos não passarão.
Só descansarei quando vir sair sangue quente do teu corpo.
Só assim livrar-me-ei de ti...

Mosquito filho da puta!

terça-feira, março 15, 2005

UMA HISTÓRIA MUITO PEQUENINA

«Era uma vez quatro pessoas chamadas Toda-a-Gente, Alguém,
Qualquer-Um e Ninguém.
Havia um trabalho importante para fazer e Toda-a-Gente tinha a
certeza que Alguém o faria.
Qualquer-Um podia fazê-lo, mas Ninguém o fez.
Alguém zangou-se porque era um trabalho para Toda-a-Gente.
Toda-a-Gente pensou que Qualquer-Um podia tê-lo feito, mas
Ninguém constatou que Toda-a-Gente não o faria.
No fim Toda-a-Gente culpou Alguém quando Ninguém fez o que
Qualquer-Um poderia ter feito.»


Esta belíssima estória, Alguém criou o que Ninguém imaginou. Que esta criatividade não é para Qualquer-Um, Toda-a-Gente o sabe.

Foi o Filipe C. que nos distribui esta pequena obra.

domingo, março 13, 2005

0-4 PARA NÃO ESQUECER, PORQUE O QUE É NACIONAL É BOM

No alto da sua sensatez Couceiro afirma, «Não é uma noite para esquecer, mas para lembrar muitas vezes» , ao qual respondo - não esquecerei, dará-me sempre um gozo especial lembrar aquela noite de Sexta-Feira. O Nacional da Madeira fez justiça a uma série de más exibições deste clube regionalista, e profundamente sectário.
Entretanto, Benfica isolado na liderança da Super-Liga. Espero que até ao fim do Campeonato.

sábado, março 12, 2005

TOMOU POSSE O XVII GOVERNO CONSTITUCIONAL DA III REPÚBLICA PORTUGUESA

José Sócrates foi empossado como primeiro-ministro do XVII Governo Constitucional. No seu discurso, Sócrates considerou acertada a decisão de Sampaio em convocar eleições antecipadas e disse que os "os portugueses quiseram uma nova maioria".[TSF]

sexta-feira, março 11, 2005

U2

Image hosted by Photobucket.com

Ainda não tinha prestado muita atenção ao “How to dismantle na atomic bomb” dos U2. Não considero nada de especial. Mais um momento evocação à produção do que à inspiração. Quando o artista tem que seguir por esta via o balanço tende quase sempre mais para o negativo do que para o positivo.
Mesmo assim descarto uma canção “Sometimes You Can’t Make It On Your Own” a qual tem um crescendo que considero absolutamente fabuloso:

«Can - you - hear - me - when - I –
Sing, you're the reason I sing
You're the reason why the opera is in me...»


Este é o pico canção, mais pela música[voz de Vox, Bono Vox] do que pela letra.
De resto, fiquem a saber que os bilhetes para Agosto, são alvo da maior especulação de mercado. A oferta e a procura impõem a sua lei = 1500€, bastam para comprar um bilhete.

MADRID 11- M

Completa-se hoje um ano, desde os atentados em Madrid que alteraram a vida dos nossos vizinhos de Espanha.
Queria apenas recordar, esta infeliz data, com um desejo para os líderes "iluminados" do mundo :

GOSTAVA QUE APLICASSEM POLÍTICAS QUE PERMITISSEM A NÃO EXISTÊNCIA DE PRETEXTOS PARA ATENTADOS DESTES!!!!

Tenho dito.

quinta-feira, março 10, 2005

A METAMORFOSE - FRANZ KAFKA

«"Uma manhã, ao despertar de sonhos inquietantes, Gregor Samsa deu por si na cama transformado num gigantesco inseto".
É deste modo que Kafka inicia a história de Gregor, um caixeiro-viajante "obrigado" que deixou de ter vida própria para suportar financeiramente todas as despesas de casa.
Numa manhã, ao acordar para o trabalho, Gregor vê que se transformou num inseto horrível com um "dorso duro e inúmeras patas". A princípio, as suas preocupações passam por pensamentos práticos relacionados com a sua metamorfose.
Depois, as preocupações passam para um estado mais psicológico e até mesmo sentimental. Gregor sente-se magoado pela repulsa dos pais perante a sua metamorfose. Apenas a irmã se digna a levar-lhe a alimentação, mas mesmo assim a repulsa e o medo também se começam a se manifestar.
A metamorfose de Gregor vai além da modificação física. É sobretudo uma alteração de comportamentos, atitudes, sentimentos e opiniões.
Gregor passa a analisar as coisas que o rodeiam com muito mais atenção. Outra metamorfose ocorre no seio familiar: o pai volta a trabalhar, a irmã também arranja um emprego e passam a alugar quartos na própria casa onde habitam. As atitudes dos pais perante o filho retratam ao leitor a idéia que este era apenas o "sustento" da casa.
A metamorfose de Kafka não conta apenas a história de um homem que se transformou num inseto. É sobretudo uma história de alerta à sociedade e aos comportamentos humanos.
Nesta história, Kafka presenteia-nos com a sua escrita sui generis, retratando o desespero do homem perante o absurdo do mundo.»

terça-feira, março 08, 2005

08 MARÇO DIA INTERNACIONAL DA MULHER

Antes que se torne num alvo do impulso consumista, aqui está o verdadeiro significado de um dia crucial na história da emancipação da mulher.

Porquê?
«Neste dia, do ano de 1857, as operárias têxteis de uma fábrica de Nova Iorque entraram em greve, ocupando a fábrica, para reivindicarem a redução de um horário de mais de 16 horas por dia para 10 horas. Estas operárias que, nas suas 16 horas, recebiam menos de um terço do salário dos homens, foram fechadas na fábrica onde, entretanto, se declarara um incêndio, e cerca de 130 mulheres morreram queimadas. Em 1910, numa conferência internacional de mulheres realizada na Dinamarca, foi decidido, em homenagem àquelas mulheres, comemorar o 8 de Março como "Dia Internacional da Mulher". De então para cá o movimento a favor da emancipação da mulher tem tomado forma, tanto em Portugal como no resto do mundo.»

O que se pretende assinalar?
«Pretende-se chamar a atenção para o papel e a dignidade da mulher e levar a uma tomada de consciência do valor da pessoa, perceber o seu papel na sociedade, contestar e rever preconceitos e limitações que vêm sendo impostos à mulher.»[Fonte-Aqui]

DICIONÁRIO ULTRALINGUA.NET - II

Dicionário Ultralingua, é uma ferramenta potentíssima On-Line e gratuíta. É multilingue, traduz literalmente a palavra, e também indica expressões inerentes à palavra.

A ADICIONAR AOS "FAVORITOS":
http://www.ultralingua.net/

DICIONÁRIO ULTRALINGUA.NET

Dicionário Ultralingua, é uma ferramenta potentíssima On-Line e gratuíto [aproveitar enquanto há]. É multilingue, porém só tenho a possibilidade para verificar a sua qualidade no que diz respeito às traduções Inglês-Português-Inglês. Não só traduz literalmente a palavra, como indica expressões ligadas à palavra em causa. Um verdadeiro achado.

Para além, do link acima, transcrevo o endereço:

http://www.ultralingua.net/


Este achado deve-se ao Blogue Abaixo de Cão, descrito desta maneira: «NA NET DESDE 9 DE SETEMBRO DE 2003. Um blogue íntimo sobre música, literatura, arte, política, internet, ciência, a tragicomédia humana, uff! Sobre tudo e sobre nada, mas principalmente sobre o cidadão português, sempre tratado...abaixo de cão.» Obrigado professor AdC [Vítor].

sexta-feira, março 04, 2005

O GRANDE CAPITAL


[A Imagem][A outra Imagem]

Pois é, o grande capital
É o tal do gostinho especial
Gosto a limão
Gosto a cereja
Gosto a opressão
Numa bandeja.
Gosto a opressão
Numa bandeja

[O resto da letra de Sérgio Godinho]

TUDO ISTO PORQUE...



Tiago Monteiro num Jordan-Toyota.[">Imagem]

Tudo isto porque este fim de semana voltamos a ter um Português[Link] que muito invejo. Novamente um Português a conduzir um Formula 1. Desejo-lhe a maior sorte, e espero que que seja mais bem sucedido que os anteriores. Nicha Cabral, Pedro Matos Chaves, e o Pedro Lamy.
Eu sei que é um burguês capitalista, mas soube explicar tão bem, ao Carlos Vaz Marques [CVM, entrevista individualidades, de 2ª a 6ª na TSF, das 19 às 20, a não perder], que chegou a este ponto não só pelo seu talento, mas pelo facto de estar rodeado por gente competente. E o rapaz é simpatiquíssímo, e isto vale mais do que qualquer ideologia.
Porquê este post? Porque sempre adorei F1, mesmo sendo um desporto "só" para "eleitos".

quarta-feira, março 02, 2005

DUX - JÁ FAZ PARTE DO PASSADO


Abril1995-Março2005 - Imagem, Julho 2001.

RYANAIR ENGANA CLIENTES !?!?

«Trading Standards claim the cost of insurance and tax was not included in the initially advertised price on the company's Internet website. [...] The price you see should be the price you pay - pure and simple.» [Fonte-BBC]. Hhhuuummmmm?